espaço do

ASSOCIADO

Suvinil apresenta obra de Erica Mizutani e aborda como a arte pode inspirar o uso das cores no morar

A Suvinil em parceria com a Casa TPM apresenta uma obra inédita da artista Erica Mizutani, a Banho Maria, tela pintada exclusivamente para o evento online, que traz a quarentena e o feminino como inspiração. Por meio da obra, a artista revela um autorretrato das mulheres que estão dentro de casa e adaptam suas vidas às novas formas de vivenciar o tempo e ao distanciamento social.

 

A criativa que também traz o tema do Em Casa TPM 2020 para sua obra, retrata O Tempo, as mudanças no morar e a ressignificação da casa como alicerce de sua criação, e reforça como a busca pela mudança, as cores nas paredes, ou uma obra colorida podem fazer mais do que apenas dar um novo visual à decoração, ajudando para que as pessoas se expressem e convivam da melhor forma com o seu entorno. “A vontade de repaginar a casa, mudar os móveis, pintar as paredes, trocar os objetos de lugar nos provoca ao movimento para que possamos nos expressar. O que é muito importante, pois em casa não percebemos a evolução do tempo e com essas pequenas mudanças conseguimos nos manter ativos e em sinergia com o momento em que vivemos”, explica Erica.

 

Em Banho Maria, Erica retrata o distanciamento e suas consequências que podem ser percebidas em detalhes da pintura, como nos longos cabelos da mulher e nas folhagens que também demonstram sua evolução com o passar do tempo. A obra ainda ressalta a importância do cuidar de si mesmo e de como a casa entra nessa conexão, como extensão do cuidado individual para o cuidar do ambiente e da atmosfera que nos envolve.

 

A relação com o morar e o uso das cores

Para o uso de uma paleta de cores sinérgica ao contexto da obra, a artista usou o azul como tonalidade inicial da pintura, que transmite tranquilidade e renovação, “depois misturei tons de verde por cima, chegando em novas tonalidades e seguindo em estágios para alcançar essa gama de cores, que apesar de permear um todo colorido, partiram de uma mesma raiz de cor, o azul”. Já para o chamado piso da obra, Erica trouxe tons rosados e comenta como essa junção de cores pode ser aplicada nas paredes de uma casa, por exemplo, “quis trazer a sensação de banheiro vintage com um rosa mais queimado, que nos transmite um clima gostoso. A mistura dos tons de azul com o verde e a finalização do rosa, é muito assertiva e agradável para compor ambientes”, explica.

 

Para trazer tonalidades que façam sentido em determinado ambiente, a Suvinil e seus parceiros sempre aconselham as pessoas a perceberem o seu universo como um todo, fazendo de fato um resgate dos objetos, das memórias, das experiências e acima de tudo, das expectativas que o morador tem sobre aquele ambiente após a pintura. A proposta do espaço deve ser totalmente interligada ao que o morador quer transmitir, seja em sensações que acalmam ou que energizam, as cores sempre contribuem na construção dessa atmosfera.

 

A tela pintada será doada pela Suvinil para um leilão organizado pela PretaHub, uma aceleradora de empreendedorismo negro e que comandada por Adriana Barbosa, receberá os fundos angariados com a obra.  Acompanhe os conteúdos da marca no perfil do Instagram: @tintas_suvinil e no Pinterest: https://br.pinterest.com/tintassuvinil/