espaço do

ASSOCIADO

O setor de estacionamentos em meio a pandemia da Covid-19

Com queda superior a 96% no fluxo de seus estacionamentos no Brasil a Indigo adota medidas nos 11 países em que atua para proteger a saúde e os empregos dos seus colaboradores, reafirmando sua posição de seguir investindo no país.

Saúde e prevenção para colaboradores e usuários dos estacionamentos

Implementamos um plano de ação para cada um dos nossos segmentos de atendimento, de forma a garantir a continuidade do serviço quando necessário, nos hospitais por exemplo, em total segurança para clientes e funcionários.

Além da manutenção usual de nossas estruturas, implementamos medidas adicionais de higiene e limpeza, desinfetando regularmente as áreas de contato, como a parte da frente dos caixas automáticos e, especificamente, as áreas táteis (teclado, botão), faces frontais de terminais, barras ou portas e botões do elevador. Essas medidas visam complementar as instruções emitidas pelo governo e por todas as organizações de saúde.

Para proteger nossos clientes e funcionários, fixamos recomendações básicas e instruções de proteção em nossos estacionamentos. A equipe disponível nos estacionamentos, será mobilizada, sempre que necessário, para demandas de segurança e manutenção essenciais aos funcionários e clientes.

Os funcionários com atividades que possam ser realizadas em home office foram assim instruídos e receberam todas recomendações e suporte técnico para tal. Nos estacionamentos com atendimento de valet e, sempre que possível, a operação foi substituída pelo autosserviço (o próprio cliente estaciona o seu veículo), reduzindo assim as interações e garantindo a segurança dos manobristas e clientes da Indigo.

Impacto econômico da pandemia

A situação atual impactou diversos setores da economia e em decorrência disso, foi inevitável o fechamento temporário de 98 de nossos estacionamentos, com o intuito de contribuir com o distanciamento social, tão necessário para superarmos essa crise mundial. Os segmentos mais atingidos e que tiveram unidades fechadas temporariamente foram shoppings, universidades, centros de eventos, aeroportos e arenas esportivas. No entanto, foi necessária a manutenção dos serviços em operações que não poderiam ser interrompidas, tais como hospitais, supermercados, cemitérios e clínicas. 

Também foram necessárias ações para cooperar com os nossos clientes corporativos, que compartilham das dificuldades econômicas que enfrentamos nesse período avaliando cada situação e compondo junto ao cliente uma solução que reequilibrasse a relação contratual.

Futuro: compromisso e investimento

É com gratidão e confiança que a Indigo segue reafirmando o seu compromisso em investir no país. Viabilizar, através da operação do estacionamento, os recursos financeiros, quando necessários, para que os mais diversos segmentos superem esse momento delicado passou a ser de extrema importância para a Indigo. 

Para citar apenas o exemplo da área da saúde, registramos uma perda relevante no volume de fluxo de pessoas, totalizando uma queda de 66% dos visitantes de hospitais e clínicas na segunda semana de abril e de 68% na receita em todas as regiões do país. Essa redução de fluxo ocorre desde o início de março também nos outros países em que a Indigo está presente, e por isso, enxerga-se que será necessário um esforço adicional e de desenvolvimento de novas alternativas para superar e sair fortalecido desta crise. 

Ressaltamos que com o modelo de investimento criado pela Indigo, é possível antecipar a receita do estacionamento direcionando-o de forma a acelerar a recuperação dos impactos financeiros da crise em seu negócio. Vamos superar essa crise juntos!