espaço do

ASSOCIADO

Cantareira Norte Shopping estreia em marketplace inédito no setor de shopping centers no Brasil

Plataforma virtual idealizada por duas administradoras do segmento, Lumine e Terral, deixa de lado a concorrência de mercado para unir objetivos visando auxiliar seus lojistas a fomentarem as vendas online.

 

Próximo de completar cinco anos em operação, o Cantareira Norte Shopping tornou-se referência na zona Norte de São Paulo pela variedade de lojas e opções de entretenimento que oferece à região onde foi instalado, próximo a Pirituba. Pela pandemia, criou estratégias para viabilizar o atendimento aos clientes e manter os negócios aos lojistas, como delivery e drive-thru, e, com isso, driblou a crise econômica. Fechou 2020 em expansão, com a abertura de novas lojas e inaugurações previstas para este ano.

Agora, a novidade é a estreia em um marketplace inédito no segmento de shopping centers no Brasil, que reúne dezenas de empreendimentos de diversas partes do país em uma plataforma online. Nela, o Cantareira Norte Shopping estará com um mix de lojas como: Morana, Tim, Clube Melissa, Havaianas, entre outras.

“As expectativas com o projeto são otimistas, já temos a confirmação de dezenas de lojas. O varejo percebeu que o cliente hoje é digital, compra on e off line. Portanto, temos que ser uma opção para ambos os perfis se desejarmos atender às necessidades de consumo em 360º. Além disso, essa união do setor deve fortalecer ainda mais o nosso mercado, além de movimentar a economia”, comenta Geraldo Carvalho, superintendente do Cantareira Norte Shopping.

 

Sobre o marketplace

 

A estratégia de marketplace começou a ser desenhada nos fóruns de tomada de decisão das companhias Lumine Soluções em Shopping Center e Terral Shopping Centers, anteriormente à pandemia. Com o período de ‘lockdown’ dos centros comerciais, o que era tendência e desejo de futuro, passou a ser uma necessidade a ser atendida no curto prazo.

Os shoppings participantes estão localizados nas regiões Nordeste, Centro-oeste, Sudeste e Sul do país, nesta primeira fase, e as plataformas começarão a entrar no ar até o final do mês de fevereiro.

“Apostamos neste modelo de negócio que cria oportunidade para lojistas de todos os portes, especialmente pequenos e médios, que muitas vezes ainda não têm um ambiente de e-commerce, participarem desta iniciativa digital e ganharem mais um canal de vendas”, comenta Claudio Sallum, sócio da Lumine, idealizador da iniciativa.

Um dos pontos focais do empreendimento é o lojista que pode tirar o máximo da possibilidade de venda por meio da nova plataforma. A começar pela taxa que é muito abaixo do valor praticado no mercado. Nela, já estão incluídas as remunerações pela gestão do marketplace, operação da plataforma tecnológica, meio de pagamento e sistema antifraude. Para a equipe de vendas das lojas físicas, a vantagem está em explorar na plataforma imagens diferenciadas, com descrição dos produtos, como uma vitrine virtual, que poderá ser utilizada como oportunidade de divulgação para potenciais clientes.

Com a condução da DeepDive, uma consultoria estratégica de inovação com expertise em varejo, as empresas conheceram as alternativas existentes no mercado nacional, analisaram propostas de valor e adequação às suas necessidades, e decidiram por seguir com uma solução tecnológica comum a todos os shoppings, o que lhes possibilitou sinergias em todos os níveis: desde investimentos até recursos humanos e tempo.

“Decidimos por seguir com uma solução tecnológica comum a todos os shoppings, o que possibilitou as melhores sinergias em todos os níveis – desde investimentos até a maximização de recursos humanos e otimização do tempo”, conta Marcio Rehder, Diretor Geral da Terral.

Além da DeepDive, as empresas contam com outra parceira de negócio nesse ecossistema, a Retail Hub, que oferece uma solução tecnológica composta por plataforma de vendas (Vtex) e ambiente de gestão dos lojistas/seller center (It4).

Claudio Sallum ressalta que não se trata da digitalização da compra no shopping: “trata-se da integração dos ambientes on-line e off-line na jornada de compra oferecendo vantagens como rapidez na entrega e segurança na compra. O objetivo aqui é promover a convergência entre os ambientes digital e físico dos shoppings, estendendo um atendimento que pode ter início, por exemplo, no marketplace para uma entrega presencial na loja ou no drive-thru localizado no estacionamento”.

Faz sentido ao se analisar pesquisas sobre os hábitos de compra dos brasileiros. No país, as lojas online, que também contam com lojas físicas, cresceram três vezes mais que as puramente virtuais e com relação às retiradas, estudos demonstram que 67% dos consumidores que compram online preferem retirar o produto em lojas físicas.

O projeto conjunto da Lumine e da Terral pretende reunir os demais shoppings de ambas as redes, um total de 40 empreendimentos, e há planos de abrir a oportunidade para outros empreendimentos independentes ou de outras redes brasileiras. “O projeto fortalece nossa estratégia digital, proporciona o canal de vendas online para nossos lojistas e consumidores por meio desta parceria inovadora, utilizando ferramentas e soluções confiáveis, amplamente testadas e em constante evolução. Após essa fase inicial de implantação, nossa intenção é gerar a oportunidade para que outros shoppings e empresas do setor possam fazer parte do projeto e usufruir dos benefícios escaláveis da operação”, completa Marcio Rehder.

 

 

Cantareira Norte Shopping: está localizado na zona norte da capital paulista, a 3 km do Rodoanel, no entroncamento da Avenida Raimundo Pereira de Magalhães e Estrada do Corredor, importantes eixos de crescimento.

Site: www.cantareiranorteshopping.com.br

Telefone do shopping: 11 3090-8100

Endereço: Avenida Raimundo Pereira de Magalhães, 11.001, Jardim Pirituba

Nós utilizamos cookies para analisar e melhorar sua experiência de navegação e recomendar conteúdos de seu interesse. Ao navegar pelo site, você concorda com este monitoramento e o uso de cookies. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.