defesa do

SETOR

EM DEFESA DA SAÚDE FINANCEIRA DE TODO O SETOR PRODUTIVO DO PAÍS

Entidades representativas encaminharam a órgãos públicos uma carta sobre a crise do Covid-19 e os fortes impactos no varejo nacional

São Paulo, 30 de março de 2020 – A Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), o Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV), a Associação Brasileira de Franchising (ABF), a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e a Confederação das Associações Comercial e Empresariais do Brasil (CACB) encaminharam uma carta ao Ministério da Economia e ao Banco Central pedindo que medidas econômicas sejam adotadas, a fim de evitar um colapso do setor produtivo.

Em seu posicionamento, as entidades reforçam que nesse momento é preciso oferecer alicerces para sustentação dos negócios e de pessoas que dependem destas atividades, com o propósito de buscar garantir crédito para o varejista que está impedido de produzir e que já sente os impactos no negócio.

No documento direcionado ao Ministério da Economia, as entidades listam 9 medidas para mitigar os impactos econômicos na cadeia produtiva. Já na carta enviada ao Banco Central, são propostas 5 medidas para preservar a sobrevivência dos pequenos e médios varejistas.

Para conferir o conteúdo completo das cartas, clique nos links abaixo:

Carta ao Ministério da Economia

Carta ao Banco Central

Abrasce – Associação Brasileira de Shopping Centers