Imprensa / Notícias do Setor / Espaço do Associado

04/07/2018



EDP OFERECE R$ 60 MILHÕES PARA IMPLANTAÇÃO DE PROJETOS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM EMPRESAS


EDP oferece R$ 60 milhões para implantação de projetos de eficiência energética em empresas

Companhia lança Programa de Investimentos para que interessados apresentem projetos até o dia 30 de julho, pelo site edp.com.br/piee

 

São Paulo, 20 de junho de 2018 – A EDP, empresa que atua em todos os segmentos do setor elétrico no País, vai disponibilizar R$ 60 milhões para companhias dos setores industrial, comercial e de serviços que queiram modernizar seus sistemas de iluminação, climatização, refrigeração, ar comprimido oumotores elétricos. O chamado Programa de Investimentos em Eficiência Energética (PIEE) vai selecionar projetos de eficiência energética empresarial que, por alguma razão, ainda não foram implementados.

Após avaliar a viabilidade técnica e econômica das propostas, a EDP realizará o investimento necessário para a implantação das medidas. O aporte mínimo será de R$ 300 mil por projeto, considerando todos os gastos, como plano de engenharia, instalações, gestão e equipamentos. Os projetos deverão ser implementados no prazo máximo de 12 meses após a assinatura do contrato. Só após a conclusão desse trabalho a empresa beneficiada realizará pagamentos mensais fixos pelo serviço prestado.

Caso as empresas candidatas não tenham um projeto consolidado, o PIEE disponibiliza em seu siteum check list para identificar a melhor solução de eficiência com base nas informações enviadas. Além disso, consultores e empresas de engenharia que possuam projetos mapeados também poderão submetê-los em nome de seus clientes.

“Esta é mais uma oportunidade que a EDP oferece para que as empresas de médio e grande porte possam tornar seu consumo de energia mais eficiente e sustentável”, afirma o vice-presidente de Novos Negócios da Companhia, Carlos Andrade. “Para os clientes, é uma possibilidade de reduzir seus custos e modernizar sua infraestrutura sem ter que fazer grandes investimentos iniciais”.

As empresas interessadas devem cadastrar suas propostas no site edp.com.br/piee até o dia 30 de julho.

A EDP Soluções em Energia é responsável pelo desenvolvimento de negócios e serviços integrados de energia para clientes do segmento comercial – com projetos de eficiência energética em iluminação e ar condicionado –, e da indústria – com projetos de geração de vapor com biomassa e centrais de utilidades. Em 2017, foram realizados 23 projetos de eficiência energética, que contribuíram para a economia de 51,85 GWh nos clientes, além de evitar a emissão de 30.457 toneladas de CO2 e gases de efeito estufa.

A rede atacadista Makro, por exemplo, encontrou em um projeto apresentado pela EDP a solução para reduzir sua conta de luz e se tornar ainda mais sustentável. Com o investimento de R$ 60 milhões para a substituição do sistema de iluminação antigo por LED nas áreas internas e externas de 69 lojas espalhadas por 24 estados do Brasil, foi possível diminuir o consumo de energia em iluminação em até 55% ou 17,5 mil megawatts-hora (MWh) – o equivalente ao consumo médiode 7,3 mil famílias. Após a implantação do projeto, mais de 1.431 toneladas de gás carbônico deixaram de ser lançadas na atmosfera.

Já a modernização do sistema de climatização, com automação dos chillers e motobombas, do complexo hoteleiro Costa do Sauípe, na Bahia, permitiu poupar 2.965 MWh ao ano, cerca de 34% mais do que a economia projetada.

 

Sobre a EDP no Brasil

Com mais de 20 anos de atuação, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. A Companhia, que tem mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados, atua em Transmissão, Comercialização e Serviços de Energia, e possui 15 unidades de geração hidrelétrica e uma termelétrica. Em Distribuição, atende cerca de 3,4 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo. Recentemente, adquiriu participação na CELESC, em Santa Catarina. No Brasil, é referência em áreas como Inovação, Governança e Sustentabilidade, estando há 12 anos consecutivos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3. Possui valor de mercado de cerca R$ 8 bilhões, quase três vezes mais do que em 2005, quando abriu seu capital em bolsa.