Imprensa / Notícias do Setor / Espaço do Associado

19/06/2018



LIXO ELETRÔNICO: RECICLAR É O CAMINHO


Lixo eletrônico: reciclar é o caminho

Tema da terceira palestra do projeto Destino Certo alertou estudantes para os perigos do descarte incorreto dos eletroeletrônicos

 

Com o elevado uso de equipamentos eletrônicos no mundo, esses resíduos têm se tornado um grande problema ambiental quando não descartado em locais adequados. Monitores, celulares, baterias, computadores, televisores, câmeras fotográficas e impressoras são alguns dos equipamentos que fazem parte do nosso dia a dia. Mas quando perdem a funcionalidade, o que fazer com eles? Para evitar a contaminação do solo com os componentes presentes nesses materiais, o ideal é a reciclagem de lixo eletrônico.

Todo o processo de destinação correta desses materiais foi pauta da terceira palestra da programação com as escolas do Projeto Destino Certo, realizada na manhã desta terça, 19 de junho, pelo sócio proprietário da empresa Recycle, Jerri Antônio Bilibio, parceira do projeto. “Essa é uma questão de saúde pública porque os danos causados pelos eletroeletrônicos que as pessoas jogam no meio ambiente, nos prejudicam de várias formas”, destaca Bilibio. A empresa é a responsável pelo recolhimento e destinação correta dos equipamentos eletroeletrônicos no período de ação do projeto.

Cerca de 250 alunos do ensino fundamental dos anos 8º e 9º das escolas Urbano Ribas, Wolmar Salton e Senac de Passo Fundo participaram do encontro que teve como tema “Lixo eletrônico: reciclar é o caminho”. A palestra abordou ainda a produção de lixo comum, exemplos de mau uso do descarte de resíduos eletrônicos e ainda as etapas de uma empresa de reciclagem. “É importante fazer o descarte correto para que esse resíduo seja tratado da maneira correta e não nos prejudique”, afirma.

Até o fim do mês mais de mil estudantes participam dos encontros que ocorrem todas as terças-feiras, com temas relacionados à coleta de resíduos e ao meio ambiente. A próxima acontece no dia 26 de junho com a presença das escolas Urbano Ribas e Wolmar Salton. Desde a primeira edição, são parceiras do projeto as empresas Cetric, Recycle e Repasso, além da Prefeitura de Passo Fundo.

 

Dados mundiais

De acordo com a União Internacional de Telecomunicações, a quantidade de telefones celulares existentes no mundo é de 1,93 bilhões e 121 milhões no Brasil. Já a rede de computadores corresponde a 1,19 bilhões de unidades no mundo e 33,3 milhões de máquinas apenas no Brasil. Ainda, cerca de 43% do lixo resultante desses aparelhos não recebe nenhum tratamento e, anualmente, são produzidos no mundo 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico, o que corresponde a 5% de todo resíduo gerado pela humanidade.

 

A Coleta

Para descartar materiais como pilhas, papéis, eletroeletrônicos, plásticos, latas, vidros, lâmpadas e contribuir com o meio ambiente, pessoas físicas podem deixar os produtos no Ponto de Coleta, localizado no estacionamento do subsolo do Bella Città, com entrada pela Avenida Sete de Setembro. Lâmpadas tem controle de descarte de 5 unidades por CPF, com recebimento total limitado a 5,000. Os demais resíduos podem ser descartados de forma ilimitada por CPF. O recolhimento e a destinação correta são de responsabilidade das empresas parceiras do projeto.