Imprensa / Notícias do Setor / Notícias do setor

23/05/2017



OS DESTAQUES DA RECON 2017


Delegação Abrasce acompanha as discussões nestes dois primeiros dias de RECon 2017, considerado o maior evento mundial da indústria de shopping centers

Por Ticiana Werneck, da Abrasce



Peter Huddle, vice-presidente da Westfield, faz apresentação exclusiva para Delegação Abrasce


O futuro das praças de alimentação, lojas de departamento, e-commerce, mudança de comportamento do consumidor... Foram muitas as discussões relevantes acerca do setor nestes dois primeiros dias de RECon 2017, considerado o maior evento mundial da indústria de Shopping Centers, que acontece até amanhã, dia 24 em Las Vegas, nos Estados Unidos.

A Delegação Abrasce, composta de executivos brasileiros do setor, está lá e, além de conferir todo o conteúdo do evento, tem acesso a palestras exclusivas, como a que fechou o dia de ontem. Na sala reservada ao grupo brasileiro, o vice-presidente da Westfield, Peter Huddle, fez uma reunião exclusiva com a Delegação Abrasce por mais de hora, experiência que Luiz Marinho, da GS&BW, que coordena a delegação, classificou como “uma oportunidade e tanto”. A Westfield é uma das líderes no mercado mundial de shopping centers, com empreendimentos como o Stratford City, Westfield WTC, Westfield San Francisco Centre entre muitos outros icônicos.

A RECon deste ano comemora os 60 anos do ICSC - International Council of Shopping Centers (ICSC). E para marcar a data há um espaço reservado no salão da feira: lá os congressistas podem conhecer em primeira mão o novo site do ISCS, fazer uma visita virtual a shopping centers premiados, e comer um pedaço do bolo de aniversário.

Entre as palestras, grandes temas chamaram atenção, como a de Herculano Rodrigues, da Accenture. “Ele disse que, para fazer frente às mudanças no comportamento dos consumidores e o consequente crescimento do e-commerce, o varejo vai precisar empoderar o consumidor, oferecendo mais controle e experiências, adotar tecnologias disruptivas e novos modelos de negócios”, disse Marinho. Rodrigues disse que as experiências de compra precisam ser 'FRESH': Fun (divertidas), Relevant (relevantes), Engaging (envolventes), Social (socializantes) e Helpful (úteis).



Tom McGee, presidente do ICSC no palco da RECon 2017

A Accenture acredita que as vendas online responderão por 40% das vendas do varejo em dez anos. Esse assunto também foi tratado na apresentação de Tom McGee, presidente do ICSC. Em 2015, cerca de 90% das vendas no varejo americano foram feitas em lojas físicas. Do restante, 3,7% foram vendas de pure players (varejistas que operam apenas na web), 3,5% vendas diretas e 3,1% vendas online de varejistas tradicionais. Das vendas online feitas por varejistas tradicionais, cerca de 38% foram retiradas em lojas. “Muitos shoppings aqui pensam que ver o cliente retirando a compra feita online em suas lojas é uma oportunidade de estimular compras adicionais”, comentou Marinho. E para quem pensa que as lojas de departamento, estão perdendo relevância por causa do e-commerce, Marinho alerta: “Estão minguando porque não conseguiram se reinventar”.  

A tendência “food is the new fashion” continua repercutindo. A indústria de alimentação fora de casa está expandindo tão rápido que, hoje, em países desenvolvidos, seu faturamento é maior que o do setor supermercadista. Enquanto a compra de alimento muda de um ato transacional para uma experiência, o sortimento dos Shopping Centers é diretamente impactado. Em países como Reino Unido, Canadá e Estados Unidos, a previsão é que o espaço dedicado a operações de alimentação nos malls ultrapasse 20% até 2025. Estes são alguns dados do mais recente estudo do ICSC, “The Successful Integration of Food & Beverage within Retail Real Estate” (ou "A integração bem sucedida de alimentos e bebidas dentro de imóveis de varejo"), sobre o assunto.

Um painel da RECon abordou o assunto. Para os debatedores, a praça de alimentação é um lugar orientado não somente para transações, mas também interações e experiências. Ao invés de vender fast food, pretende vender “good food”: boa comida para as pessoas, para o planeta e também para o bolso dos clientes. Marinho concorda: “A ideia tem tudo para espalhar-se rápido e substituir aos poucos a velha praça de alimentação”, diz.

A RECon 2017 também teve espaço para palestras sobre inovação e superação. A tenista, campeã americana, Serena Williams, falou que sempre se preparou com foco no primeiro lugar. “Não quero ser segundo ou terceiro lugar. O medo de fracassar pode paralisar”, disse.

Steve Wozniak, co-fundador da Apple junto com Steve Jobs, também passou pelo palco, onde contou histórias do início da empresa e falou sobre como os processos de inovação deveriam fazer parte da cultura de toda empresa.

 

Prêmio para os melhores shoppings do mundo

Concedido pelo ICSC, o Prêmio VIVA (Vision, Innovation, Value, Achievement) reconhece as melhores iniciativas de Shopping Centers em diferentes categorias. Os shoppings premiados ficaram conhecidos durante a RECon 2017.


Projeto Lightroom Metropolis, do Metrotown Burnaby, do Canadá


Na categoria Marketing, o melhor foi o projeto Lightroom Metropolis, do Metrotown Burnaby, do Canadá, mall que pertence a Ivanhoé Cambridge. Trata-se de uma sala coberta de espelhos e luzes piscantes, na qual os visitantes tiravam fotos como se flutuassem entre milhares de luzes. Mais de 78 mil pessoas visitaram a instalação, o que gerou 1.96 milhão de postagens nas redes sociais, aumentando em 2% o fluxo do mall e 13% as vendas.


 

Projeto Hudson Eats, do Brookfield Place New York

Em Design de Loja, o prêmio ficou com o projeto Hudson Eats, do Brookfield Place New York. Um terraço vibrante dedicado à alimentação, que reúne opções de cardápio escolhidas por renomados chefs. O ambiente é um capítulo à parte, com elementos de design que incluem paredes de azulejo feitas à mão, portais de aço, iluminação personalizada, mesas de mármore e madeira, e capacidade para até 600 pessoas. A vista é de Manhattan e Rio Hudson.


Markthal Rotterdam, na Holanda, ficou com o prêmio de Design e Desenvolvimento

O Markthal Rotterdam, na Holanda, ficou com o prêmio de Design e Desenvolvimento graças a seu formato único e impressionante - as paredes curvas refletem obras de arte e imagens fotográficas em 3D. Outras inovações o tornaram elegível ao ouro: o mall, que é de uso misto com apartamentos de luxo, abriga um enorme mercado de alimentos com uma área de 9.600 metros quadrados, e um piso de estacionamento (parcialmente construído debaixo d'água) que pode acomodar 1.200 veículos. Mais de 8 milhões de pessoas visitaram o mall nos primeiros 18 meses de operação, tornando-o como um popular ponto de encontro urbano.

 

Acompanhe resumos e os destaques da RECon aqui no Portal Abrasce, em nossas redes sociais e na próxima edição da revista Shopping Centers.  Ainda, no, dia 04 de junho, a Abrasce organiza o Webinar Pós-Recon, inscreva-se