Imprensa / Notícias do Setor / Espaço do Associado

16/05/2017



?? QUITANDA DE ORGÂNICOS PÁTIO CIANÊ É PRORROGADA PARA O MÊS DE MAIO





Devido ao sucesso de público, feira foi prorrogada até o dia 25 de maio, trazendo opções de frutas, legumes, verduras e laticínios orgânicos


Sorocaba, 16 de maio de 2017 - Mais saborosos, ecologicamente corretos e muito mais saudáveis. O que não faltam são motivos para inserir os alimentos orgânicos na alimentação diária. Por este motivo, o futuro da produção orgânica é promissor no Brasil.

Segundo dados da Coordenação de Agroecologia (Coagre) da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo (SDC), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), já no ano passado a área dedicada à produção de orgânicos no País alcançou 750 mil hectares. E a tendência é de crescimento, impulsionado principalmente pela agricultura familiar.

E o consumidor sorocabano também tem contribuído para a expansão deste mercado. Um dos sinais disso é o sucesso de eventos como a Quitanda Orgânica, uma feira semanal promovida em abril pelo Pátio Cianê Shopping somente com produtos que recebem este selo.

Diante da boa aceitação do público, a programação foi estendida até o dia 25 de maio. Assim, as quintas-feiras continuam sendo dia de Quitanda Orgânica no shopping, ajudando a ampliar a oferta de produtos de hortifruti saudáveis e a bons preços para o público de Sorocaba e região.

O funcionamento é às quintas-feiras, das 17h às 21h, no 1º piso do Bloco A (em frente ao cinema). No local, é possível encontrar uma grande variedade de frutas, legumes, verduras e laticínios orgânicos com qualidade certificada e método de cultivo ambientalmente responsável.

De acordo com Rhuann Destro, gerente de Marketing do Pátio Cianê Shopping, a proposta inicial era promover a ação somente durante o mês de abril, como uma opção diferenciada de compras desses produtos em horário alternativo.

“O interesse da população por orgânicos era maior do que imaginávamos, o que é extremamente positivo e confirma a maior conscientização das pessoas com as questões ambientais e preocupação com o bem-estar da família”, conta Rhuann.