Imprensa / Notícias do Setor / Notícias do setor

12/12/2016



PAPAI NOEL VERMELHO É MARKETING



Por Jaques Grinberg Costa*

 

Para o comércio, o Natal é uma das datas mais esperadas em um período propício. Final de ano! Para alguns, a salvação do negócio e para outros apenas uma oportunidade para vender mais, usando a imagem do bom velhinho de roupas vermelhas.

Nos grandes centros comerciais, o personagem sentado em um trono dourado tira fotos com crianças e adultos. Tudo é marketing!

Os brilhos e a imagem do Papai Noel com trajes vermelhos enfeitam o comércio e impulsionam as vendas. Vitrines com novos produtos, vendedores com camisetas vermelhas, lojas decoradas, embrulhos de presentes personalizados, tudo para agradar os clientes – e agrada.

Mas quem vestiu o Papai Noel com trajes vermelhos?

O bom velhinho foi inspirado em São Nicolau, arcebispo da cidade de Mira – atual Turquia – no século IV. Diz a lenda, que São Nicolau ajudava quem estivesse em dificuldades financeiras. Foi transformado em Santo após várias pessoas relatarem milagres atribuídos a ele.

Papai Noel por muito tempo foi representado com trajes de inverno na cor verde. Mas no século XX nos Estados Unidos e Canadá, a Coca-Cola lançou um comercial do bom velhinho com trajes vermelhos, gordinho, alegre e com barba toda branca. O marketing amadureceu os trajes – de verde para vermelho – e nunca mais voltou ao que era.

O marketing quando bem planejado transforma ideias e conceitos em realidade.

A sociedade bloqueia a criatividade que impede empresários de aceitarem novas ideias, novos conceitos. Quem hoje teria coragem de lançar um comercial do Papai Noel com trajes azul?

Aproveite! Inove! Faça diferente para fazer a diferença! Não acredite no que a sociedade diga que é certo, acredite no que você acha que é certo.

 

*Jaques Grinberg Costa é empresário, coach e palestrante de temas de empreendedorismo, vendas, liderança, atendimento e fidelização de clientes.