Imprensa / Notícias do Setor / Notícias do setor

07/10/2016



OS NÚMEROS DO SETOR DE SHOPPING NO MÊS DE AGOSTO


O boletim Monitoramento de Mercado ABRASCE registrou um aumento na receita nominal de vendas em agosto; confira outros destaques do levantamento

Por Ticiana Werneck

 

A ABRASCE acaba de divulgar os resultados do mais recente boletim sobre o desempenho do setor. De acordo com o Monitoramento de Mercado ABRASCE – Índice de Variação em Shopping Centers*, a receita nominal de vendas subiu 1,1% em agosto comparado ao mesmo mês de 2015. Esse é o terceiro mês consecutivo em que o índice registra melhora.

Entretanto, influenciada pela inflação oficial (IPCA), a receita segue em queda, registrando variação negativa de 7,2% em agosto (após - 7,8% em julho).

 

Quarto trimestre do ano deve começar a mostrar melhora do cenário econômico

Segundo análise da Tendências Consultoria Integrada, que examinou os dados levantados pela ABRASCE, a lenta melhora dos resultados responde, de alguma maneira, ao processo de elevação da confiança dos consumidores.

Entre julho e agosto, o índice de confiança do consumidor mostrou elevação de 3,4% e, em setembro, o índice subiu mais 1,6% e já se encontra 23,4% acima do nível de 12 meses atrás. Contudo, tal processo segue ditado majoritariamente pelo aumento do otimismo em relação ao futuro da economia, medido pelo Índice de Expectativas (IE).

Para Huayna Perez, responsável pela área de inteligência de mercado da ABRASCE, “a expectativa é que sinais mais claros de recuperação da economia apareçam no 4º trimestre”.

As projeções da Tendências Consultoria mostram que a medição do PIB deve encerrar uma sequência de sete trimestres consecutivos de queda e mostrar crescimento de 0,3% ante o 3º trimestre.

A melhoria da percepção dos consumidores também deverá ocorrer a partir da redução das pressões inflacionárias e pela expectativa de início de um novo processo de corte da taxa Selic. A inflação acumulada em 12 meses deve sair dos atuais 9,0% (dado de agosto) para 7,2% em dezembro e a taxa Selic deve passar a cair a partir de novembro.

De todo modo, a recuperação da atividade deverá ser apenas modesta. O fraco dinamismo do mercado de trabalho deve continuar como grande limitante para o avanço do consumo no curto prazo.

 

Os segmentos de varejo que se destacam

O Monitoramento de Mercado ABRASCE também mede as variações de grandes grupos de lojas.

Na evolução da receita nominal por mix de vendas, as lojas de lazer/entretenimento (+28,4%) e telefonia (+23,48%) foram os principais destaques, com expressivas taxas de crescimento.

Também se destacaram positivamente as lojas de artigos diversos (+11,72%) perfumaria (+11,23%), conveniência/serviços (+8,92%) e alimentação (+7,14%).

Por outro lado, artigos do lar (-14,13%), jóias (-12,32%), vestuário (-8,09%), óticas (-3,59%) e calçados (-2,84%), além do agregado das megalojas (-3,15%) e das lojas âncora (-0,46%) mostraram redução no comparativo anual.

 

Sobre o Monitoramento de Mercado ABRASCE – índices de Variação em Shopping Centers

O Monitoramento de Mercado ABRASCE, realizado desde 1999, produz os indicadores de variação em shopping centers. Estes dados permitem acompanhar o comportamento da indústria no País, investigando os valores totais e por metro quadrado de vendas e alugueis, além da vacância, inadimplência e fluxo de veículos.

O levantamento consolida o resultado de diversas pesquisas realizadas pela Abrasce e tem o objetivo de auxiliar os associados a melhor compreender as demandas e oportunidades do setor.

Para realizar este estudo a ABRASCE conta com a participação voluntária dos shoppings associados em todo o País, que respondem um questionário on-line, e os dados gerados são consolidados pelos institutos de pesquisa de mercado - os dados enviados pelos shoppings são confidenciais.

Os indicadores apresentados são resultados de dados coletados e analisados pela GEU, FX – Flow Intelligence e Cielo, e aqui reside uma modificação feita pela Abrasce para tornar o levantamento ainda mais completo.

Desde março de 2016 o Monitoramento de Mercado passou a ser realizado pela GEU – Grupo de Estudos Urbanos, e junto a CIELO, empresa responsável por processar grande parte dos pagamentos realizados via cartão de crédito em todo o Brasil, foi desenvolvido o indicador ICVS – ABRASCE: Índice Cielo de Varejo em Shopping Centers.

O ICVS – ABRASCE acrescenta maior abrangência ao estudo, uma vez que utiliza os dados de vendas apurados nas lojas de todos os shoppings em operação nas cinco regiões do País.

 

*O resultado da pesquisa é mensalmente publicado na área restrita do site da ABRASCE e fica disponível para consulta dos associados.