Imprensa / Notícias do Setor / Notícias do setor

12/09/2016



CONGRESSO INTERNACIONAL DE SHOPPING CENTERS TEM INÍCIO EM SÃO PAULO


Por Ticiana Werneck


“Um encontro grandioso tal como a indústria de shopping centers”. Assim Glauco Humai, presidente da Abrasce, definiu o Congresso Internacional de Shopping Centers & Exposhopping, maior evento do setor que teve inicio hoje em São Paulo.

Um vídeo transmitido no palco fez uma retrospectiva dos maiores acontecimentos culturais e políticos de cada década desde 1976, quando a Abrasce foi fundada. Nesses 40 anos surgiram novos estilos musicais, personalidades, esportistas, filmes impactantes, conquistas no espaço, assim como novos formatos de negócios, empresas e tendências. “ Tudo acontece simultaneamente e nos afeta de alguma maneira. E’ preciso parar e analisar estes movimentos para não sermos atropelados pela historia”, comentou Humai.

O palco do Congresso e’ exatamente o espaço para discutir as mudanças e analisar para onde caminha a indústria de shopping centers.

“Nossos shoppings ocupam uma área bruta de mais 15 milhões de metros quadrados, são mais de cem mil lojas, e 5,5 bilhões de visitas por ano. Nosso setor investe por ano cerca de R$ 14 bilhões e representa um importante vetor de desenvolvimento, gerando empregos e contribuindo para um País melhor”, disse Humai.

Ele foi sucedido por Márcio França, vice-governador de São Paulo, que participou da solenidade de abertura do evento cortando a fita e discursando. Disse: "Shoppings são mais que uma força econômica, são uma expressão de felicidade".  

 

Os pioneiros sobem ao palco

E então foi a vez de grandes nomes da indústria debaterem suas trajetórias. Mediados por Luiz Fernando Veiga, presidente do conselho deliberativo da Abrasce, estavam Carlos Jereissati, Presidente do Iguatemi Empresa de Shopping Centers, José Isaac Peres, Presidente da Multiplan Empreendimentos, Marcos Baptista Carvalho, Co-Presidente da Ancar Ivanhoe, Renato Feitosa Rique, Presidente da Aliansce Shopping Centers, Paulo de Barros Stewart, CEO da Saphyr.

Cada um contou um pouco de sua própria jornada e como era o mercado de shopping quando iniciou nesse ramo. “Só  existia o Iguatemi em São Paulo, então eu e meu pai, Newton, viajávamos muito para visitar shoppings pelo mundo”, lembrou Renato Rique.

José Peres lembrou o ambiente político e econômico do Brasil. “Nós temos muito a contribuir com a indústria a nível mundial pois nossas dificuldades nos trouxeram força”.